fbpx

Pais com Dependência Digital, a psicopatologia do século

Pais com Dependência Digital, a psicopatologia do século
“Era um dia comum em uma Escola de Ballet onde trabalhei, uma mãe chega com sua filha e mais duas crianças pequenas que não farão parte da aula, desço com a menina para leva-la a professora, e na recepção, enquanto isso,  as duas crianças menores que acompanhavam a mãe faziam manobras arriscadas, saltando dos degraus da escada, as folhas da impressora haviam sido arrancadas e estavam todas no chão, em meio a canetas.

A mãe, parecendo alheia a situação, com sua atenção totalmente voltada para a tela do celular, la permaneceu, uma vez ou outra pegava no braço do filho menor, arrastava até próximo a perna e voltava a repetir o movimento, até que ele fizesse muito barulho de novo. Esta foi uma cena triste de se presenciar e o pior de tudo, é mais comum do que gostaria”

As novas tecnologias proporcionaram milhares de facilidades para todos nós. O acesso a informação de forma acelerada fez com que houvesse uma revolução nos meios de comunicação da ultima década, desde o despertador até aquele vídeo com efeitos sonoros que induzem o sono. Os smarthphones, tablets, notebooks e outros dispositivos acompanham o dia a dia de milhares de pessoas 24h por dia.

Estar online se tornou parte da existência humana atingindo com toda a força cada geração, que passou de uma relação de cumplicidade e ajuda para uma relação de vício com as telas.

Como identificar a dependência digital?

A dependência Digital, é tão viciante quanto o uso de drogas, estudos comprovam a ocorrência de picos de bem estar cerebrais semelhantes aos que ocorrem com outros desencadeadores de prazer como a cocaína.  Neste momento se instaura uma relação perigosíssima de dependência e ela como outras adicções afetam o cérebro e as relações.

Pais com dependência digital precisam urgentemente adotar estratégias para dominar o vício, suas ações influenciam diretamente as crianças e seus parceiros.

Tratando da maneira correta a desintoxicação digital precisa ser gradual e disciplinada, uma dica é mergulhar nas questões que fazem a internet os jogos as horas nas redes sociais serem um refúgio, ansiedade e questões de autoestima estão no topo das justificativas para os adictos.

  • Diminua as doses, aqueles que estão querendo parar de fumar optam por maneiras de consumir a nicotina e ir reduzindo a substancia aos poucos. Que tal excluir um aplicativo, e baixa-lo apenas nos fins de semana?
  • Faça uma atividade em família, um jogo daqueles de tabuleiro ou uma competição de caça palavras.
  • Defina metas de auto cuidado sempre que estiver ansioso(a), como tomar um banho quente, preparar uma comida gostosa, pintar as unhas, cuidar da pele.
  • Defina um horário limite para o uso de celular, curta o início da noite, desacelere.

 Identificar e reconhecer o problema é um passo importantíssimo para vencer esta condição.

 Blog Rede Clínica – SP – Laris Gabrianne

Aproveite e veja algumas de nossas especialidades

PALAVRAS RELACIONADAS